Eventos

Quarta edição da revista Novos Diálogos Suburbanos será lançada na UERJ

A quarta edição da revista Novos Diálogos Suburbanos será lançada nesta quinta-feira, 21 de março, às 17h. O evento será no espaço Coart (Coordenadoria de Artes e Oficina de Criação), do Centro Cultural da UERJ (Rua São Francisco Xavier, 524. Prédio Anexo
Maracanã). O projeto, realizado pelo Instituto 215, conta com patrocínio cultural do CAU/RJ.

O lançamento contará com exibição do documentário “Cine Vaz Lobo”, realizado pelo cineclube Subúrbio em Transe, e mesa redonda com a historiadora e museóloga, pesquisadora do Nugep/Unirio Desiree Reis; do sociólogo e professor da UFRRJ, Gabriel Cid e do jornalista e escritor Marcelo Moutinho. A atividade é gratuita, sujeita à capacidade do auditório.

O presidente do CAU/RJ, Sydnei Menezes, se reuniu na quarta-feira, 20, com Teresa Guilhon, coordenadora executiva do Instituto 215 e o arquiteto e urbanista Antônio Pedral para falar sobre o projeto.

“Parabenizo a iniciativa deste projeto da revista Novos Diálogos Suburbanos. Eu sou nascido no subúrbio carioca, em Jacarepaguá. O CAU vai continuar sendo parceiro deste projeto porque é muito importante falar sobre o subúrbio carioca que tem toda uma história arquitetônica, uma vida especial. Importante resgatar as memórias desses bairros, da identidade do subúrbio carioca”, afirmou Menezes.

A quarta edição da revista Novos Diálogos Suburbanos é dedicada aos Patrimônios Suburbanos e conta com textos de dez autores. As edições anteriores abordaram os temas: Cultura e Sociabilidades; Espacialidades suburbanas e Educação nos Subúrbios.

Acesse os números anteriores aqui: https://novosdialogossuburbanos.instituto215.org.br/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS

FGV Conhecimento e Prefeitura do Rio realizam seminário Parques Urbanos

X Colóquio do LADU/PROURB debate direito à cidade e políticas urbanas

Firjan realiza Seminário de Segurança Hídrica para discutir gestão da água