Institucional

Saiba como divulgar seu trabalho nas redes sociais sem cometer falhas éticas

As redes sociais têm sido, cada vez mais, usadas como forma de divulgação do trabalho de arquitetos e urbanistas e captação de novos clientes. No entanto, os profissionais devem tomar certos cuidados para não cometer falhas éticas. Para orientar os arquitetos e urbanistas, bem como estudantes e professores, o CAU BR possui um guia para uso das redes sociais.

Com o guia, o Conselho busca estabelecer “princípios e recomendações necessárias para as boas práticas no campo das redes sociais e da internet, propiciando a fiel observância dos princípios de ética e disciplina da classe, do atendimento às necessidades dos consumidores, o respeito à sua dignidade, saúde e segurança, a proteção de seus interesses econômicos, a melhoria da sua qualidade de vida, bem como a transparência e harmonia das relações de consumo”.

Confira algumas dicas:

Arquitetos e urbanistas

  • Informar o número de registro profissional, seu nome e a atividade técnica desenvolvida ao divulgar ou ofertar trabalhos ou serviços de Arquitetura e Urbanismo nas mídias sociais;
  • Não divulgar o preço de serviços de arquitetura e urbanismo nas mídias sociais, sem a solicitação prévia do interessado;
  • Obter consentimento prévio formal para divulgar, nas mídias sociais, projeto autoral no espaço construído do contratante, salvo se especificado em contrato;
  • Não ofertar, nas mídias sociais, serviços de execução integralmente remota assumindo diferentes responsabilidades técnicas, que sejam incompatíveis quanto a sua extensão, quando as atividades exigirem a presença in loco do profissional.

Empresas

  • O arquiteto e urbanista responsável técnico por pessoa jurídica de Arquitetura e Urbanismo deve informar o nome da empresa registrada no CAU, número do registro e as atividades técnicas desenvolvidas, bem como o número de registro profissional dos respectivos responsáveis técnicos quando divulgar ou ofertar trabalhos ou serviços nas mídias sociais;
  • A pessoa jurídica de Arquitetura e Urbanismo não deve divulgar o preço de serviços de arquitetura e urbanismo ofertados nas mídias sociais.

Estudantes

  • O estudante de arquitetura e urbanismo deve obter consentimento prévio formal do escritório no qual tenha estagiado antes de divulgar, nas mídias sociais, projetos desenvolvidos na condição de estagiário;
  • O estudante não deve usar indevidamente o título de arquiteto e urbanista e deve deixar claro que são trabalhos acadêmicos para não infringir legislações vigentes.

Clique aqui para acessar a cartilha completa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS

CAU/RJ e Ibape Nacional estreitam relações

CAU/RJ chama atenção às incongruências no projeto de lei que pretende incluir os corretores de imóveis como parceiros dos arquitetos para atividade de avaliação

CAU/RJ marca presença em aula sobre Ética e Exercício Profissional na FAU/UFRJ